No dia 26 de fevereiro eu estive em Vitória para um dos primeiros eventos de sensibilização do programa Sebrae Capital Empreendedor, que tem o objetivo de capacitar empreendedores e investidores para promover relações de qualidade no investimento em startups.

Durando o dia inteiro, foram realizados quatro painéis com os seguintes temas:

  1. O que incubadoras, aceleradoras e plataformas de equity crowdfunding podem agregar aos negócios inovadores?
  2. Questões jurídicas e de DUE Diligence que uma startup precisa observar no processo de investimento
  3. Como negócios inovadores podem se beneficiar do smart money de investidores anjo
  4. Dicas para uma empresa inovadora acessar fundos de investimento

Tive o prazer de mediar e participar de todos os quatro, marcando a presença da TroposLab, já que trabalhamos junto do Sebrae para desenvolver a metodologia do programa, que envolve workshops, mentorias e um circuito de investimento em que as startups participantes fazem contato com investidores.

Logo que cheguei, servido de um welcome coffee, pude conversar com Rafael, de uma startup capixaba que busca se aproximar de smart money. Acho interessante observar que empreendedores podem existir em qualquer lugar e estão crescendo em número no Brasil. Vitória e o Espírito Santo como um todo, por exemplo, vêm se destacando aos poucos por seu ecossistema. No ano passado foi o estado mais representado no circuito de investimento, com sete startup. Esse desenvolvimento é algo bem legal de observar.

Nos painéis, fomos apresentados a perguntas de vários tipos pelo público: Como posso participar de um programa de aceleração? Como é medido o desempenho das startups? Qual foi a melhor contribuição dos investidores para sua startup? A conversa aberta favoreceu o aprendizado geral, e isso apenas no evento de sensibilização. Imagine só como será quanto as atividades principais do programa se iniciarem.

(Na foto, eu à direita, com Patrícia Garcia, fundadora de startup e investidora-anjo, no meio e Claus Hass, da startup Yoga em Movimento. Foi o painel com mais interações com do público.) 

Aqui alguns dados da primeira edição do programa, ocorrido ano passado:

  • Envolveu 5 estados (SP, ES, PR, MA, MT)
  • 98 startups participaram de workshops
  • 58 startups participaram de mentorias
  • 25 startups participaram do circuito de investimento
  • 290 mentorias individuais realizadas
  • +120 horas de capacitação oferecidas
  • 6 startups já receberam investimento
  • 11 startups perceberam não estar no momento ideal para captar investimentos

A edição deste ano tem uma novidade, será destinada a investidores-anjo também, ou seja, além de capacitar startups para se apresentar para investidores, vamos capacitar investidores a falar com startups.

Além disso, mais estados serão abrangidos pelo programa este ano, então há grandes chances de o Sebrae do seu estado oferecer a oportunidade! Se você é um investidor anjo ou startup em busca de investimento, fique ligado na nossa página de programas e nas redes sociais da TroposLab e aguarde, pois bons ventos vêm por aí.