A revisão das nossas apostas para 2020

Início » A revisão das nossas apostas para 2020
  • Revisamos a lista de startups que eram nossas apostas para 2020.

No início do ano, como de costume, fizemos nossa lista de apostas para 2020. Em nenhuma hipótese imaginamos uma pandemia ou períodos de quarentena e lockdown, como aconteceu em muitos lugares. Mas ainda assim vamos revisitar essa lista para ver o que aconteceu com esses negócios.

1– Boletão

O que a startup faz: Com o Boletão você tem todos os seus boletos em um só e em uma única data mensalmente. O aplicativo paga seus boletos nas datas certas e no mês seguinte você paga um único boleto com o somatório de todos os boletos cadastrados no Boletão.

Qual programa da Troposlab que participou: Startups Connected – 2ª edição (2017) e Iguá Lab 2ª edição (2019)

Como foi em 2020: Implementaram um novo grande projeto dentro da Iguá (empresa de saneamento, atuando com todos os clientes da empresa).

2 – N2B

O que a startup faz: Aliando tecnologia, ambiente colaborativo e fácil acesso, oferecem a empresas e seus colaboradores uma personal nutricionista, disposta a tirar as dúvidas e avaliar todas as refeições, diariamente e individualmente.

Qual programa da Troposlab que participou: Acelera SAB (2019)

Como foi em 2020: A empresa aproveitou a adesão das empresas aos teleatendimentos para crescer na sua atuação. No meio do ano já tinha mais de 40.000 usuários pagantes realizando mais de 5.000 consultas nos 2 primeiros meses de quarentena. No final do ano, entraram na lista da 100 empresas destaques do 100 open startups, participando também das Top 10 do setor de Healthtech.

3 – Hyla (ainda sem site)

O que a startup faz: Desenvolveram uma nova metodologia de diagnóstico de câncer através da análise de sangue, evitando a necessidade de procedimentos caros e/ou invasivos como o pet-scan.

Qual programa da Troposlab que participou: Sebrae Capital Empreendedor PR (2019)

Como foi em 2020: Seguem na etapa de pesquisas avançando para desenvolvimento da primeira versão do produto e conversando com investidores interessados.

4 – Nanoscoping

O que a startup faz: No segmento veterinário existe uma demanda crescente por inovação e tecnologia. Os animais de estimação estão ocupando, cada vez mais, um papel de destaque na família. Seus donos desejam que estejam sempre saudáveis e, com esse objetivo, investem cada vez mais em produtos veterinários de qualidade. No entanto, muitos dos ativos usados na fabricação de produtos veterinários apresentam eficácia limitada e curto tempo de ação. Sendo um negócio B2B, tem como cliente direto a indústria, cuja dor é a busca por produtos e tecnologias inovadoras que atendam às demandas de um consumidor (dono) cada vez mais exigente.

Qual programa da Troposlab que participou: Sebrae Capital Empreendedor SC (2019)

Como foi em 2020: Receberam uma premiação do Prêmio de Inovação Catarinense (2º lugar na categoria Inovação em Produto). Ao longo do ano, desenvolveram uma solução para combate ao Covid-19 e por conta disso receberam um investimento do programa FINEP de Inovação.

5 – Shelfpix

O que a startup faz: Aplicativo de celular para pesquisa/mapeamento de prateleiras de supermercado por meio de reconhecimento de imagem. Usam redes neurais para gerar resultados rápidos e confiáveis.

Qual programa da Troposlab que participou: Startout Brasil Missão Berlim (2018) e Sebrae Capital Empreendedor SP (2019)

Como foi em 2020: A startup seguiu em operação durante o ano conquistando novos clientes. Ficaram entre as 10 startups mais atraentes de Retailtech de 2020 pelo 100 open startups.

6 – Smart Tour

O que a startup faz: Atuam provendo e analisando dados em tempo real para as secretarias de turismo (gestão Publica) através da criação de Rotas Turísticas Inteligentes com uso de IOT usando beacons, aplicação de pesquisa de demanda turística via smartphone e cruzamento destes dados em tempo real.

Qual programa da Troposlab que participou: Sebrae Capital Empreendedor SC (2019)

Como foi em 2020: Como 90% do setor de turismo, a Smart Tour viu seu mercado congelar a partir de março (e sem se recuperar até agora completamente). Mas ao contrário de tantas outras que faliram ou diminuíram muito a sua atividade, a Smart Tour se reinventou e pivotou o produto para um rastreador de contatos com o Covid-19. Esse pivot gerou uma série de premiações ao longo do ano, um investimento de R$ 2,5 milhões e inúmeras aparições na mídia. A startup possui hoje mais de 2 milhões de usuários em cidades turísticas como Florianópolis e Gramado.

7 – Taxifly

O que a startup faz: A TaxiFly é um marketplace de aviação executiva, que traz agilidade e confiança na contratação online de táxi aéreo homologado pela ANAC, ao contrário das atuais formas de contratação, em que é necessário ligar ou enviar e-mail e aguardar orçamentos que podem levar horas ou dias para serem aprovados. Na TaxiFly, é possível contratar e pagar online, comparar os preços de acordo com o tipo/modelo da aeronave, entre empresas de táxi-aéreo ou datas disponíveis.

Qual programa da Troposlab que participou: Sebrae Capital Empreendedor SP (2019)

Como foi em 2020: Deixou de existir.

8 – Tix

O que a startup faz: O TiX é um teclado-mouse inteligente que torna computadores e dispositivos móveis 100% acessíveis a pessoas com qualquer deficiência motora. Teclado-mouse Inteligente TiX – Equipamento totalmente plug and play que permite que pessoas com qualquer deficiência motora opere qualquer computador ou dispositivo móvel utilizando as mãos, pés, o piscar de olhos ou qualquer movimento ativo voluntário; a-blinX – Detector de piscadelas que pode ser usado para controlar o TiX ou diretamente em softwares de acessibilidade como o Teclado Virtual do Windows; SIMPLIX – Software auxiliar que maximiza o potencial do TiX para atividades pedagógicas.

Qual programa da Troposlab que participou: FIEMG Lab – 1ª edição (2017)

Como foi em 2020: Consolidaram o seu processo de internacionalização, hoje estão, além do Brasil, nos EUA, Chile e Emirados Árabes, com planos para expansão para o Canadá. Ganharam a Copa do Mundo de Empreendedorismo, seguindo atraindo o interesse de prêmios e da mídia.

9 – Trackage

O que a startup faz: Utilizam informações de rastreabilidade para gerar um conhecimento estratégico, otimizando processos logísticos. Levam inteligência para processos industriais.

Qual programa da Troposlab que participou: SindSeg Insurtech Connection (2018) e Conecta (2018)

Como foi em 2020: Seguiram crescendo ao longo do ano. Tem um crescimento anual hoje de 180%. Conquistaram grandes clientes como Whirlpool, Braskem e L’Oreal, além de chegarem a marca de mais de 4.200 motoristas em cerca de 300 transportadoras.

10 – Wifi-fi

O que a startup faz: A Wifi.fí é uma multi-plataforma de totens publicitários inteligentes que fornecem Wi-Fi Grátis em seu entorno. Conectando PESSOAS e MARCAS! Atuam principalmente em projetos com prefeituras e/ou grandes empresas que patrocinam as redes de internet locais.

Qual programa da Troposlab que participou: Sebrae Capital Empreendedor PB (2019)

Como foi em 2020: Uma startup que fornece internet para pessoas fora de casa, com certeza sentiu os reflexos do isolamento social desse ano. Um dos principais tipos de clientes (shoppings) ficaram fechados por meses. Ainda assim, a startup seguiu expandindo os seus serviços pelo Brasil. Chega ao final de 2020 em 6 estados brasileiros e mais de 300.000 pessoas conectadas.

SALDO FINAL

  • Startups ainda ativas: 9 de 10
  • Startups com aumento de faturamento no ano: 8 de 10
  • Startups que captaram novos investimentos: 3 de 10

Conseguimos mapear um total de 71 notícias que essas startups aparecem e nos ajudaram a encontrar esses dados.

Comparando com a revisão das apostas para 2020, com a que fizemos das nossas apostas em 2018 pioramos um pouco, mas ainda assim para um ano de crise acho que conseguimos ver um grupo interessante de startups

Por |2020-12-31T16:24:09-03:0031/12/2020|startups|
Pedro Teixeira | Diretor de Aceleração
Atuo no mundo da inovação desde 2008. Já atuei em incubadora, consultoria e aceleradora, acelerando mais de 900 startups. Sou formado em Ciências Biológicas e Especialista em Gestão, e por isso gosto de misturar mundos diferentes para trazer mais inovação para o meu dia-a-dia. Coordeno os programas da Troposlab e crio novas metodologias de aceleração, atuando diretamente com mais de 50 grandes empresas. Além disso, tenho um lado nerd (ficção científica, heróis, histórias de aventura, etc).
Ir ao Topo