• coronavirus-covid19

Estamos vivendo um momento sem precedentes na história recente da humanidade. Nenhum de nós viveu algo parecido. Quarentenas no mundo inteiro, governos tendo escolher quem vive e quem morre, mercados se dissolvendo em dias. Os impactos dessa crise ainda vão durar meses e anos. Mas será que conseguimos já ver alguns pontos positivos que sairão dessa crise?

1- Mundo conectado

A transformação digital é algo que todas as empresas buscam. Mas como nem sempre é prioridade, acaba sendo um processo lento para muitas delas. O que vemos nas últimas semanas é uma necessidade instantânea de boa parte das empresas a se adequarem ao trabalho e processos remotos. Como a conexão presencial, pelo menos, por enquanto, não é possível, o mundo está se preocupando em estabelecer, da melhor forma possível, conexões online.

Claro que ao menos parte disso será diminuída quando a quarentena acabar, mas com certeza as pessoas estarão mais preparadas para interagir virtualmente.

2- Adoção de novas tecnologias

Se estamos vivendo um momento de crise, isso não é a realidade de ferramentas e plataformas online de maneira geral. Várias empresas de diversos setores, do dia para a noite, se viram obrigadas a adotar tecnologias que por anos ignoraram ou relutaram em utilizar. Vamos ver alguns exemplos claros de onde isso está acontecendo e porque este é um dos pontos positivos que destacamos aqui:

  • Escolas e universidades tem adotado o modelo de EAD como um formato paliativo. Agora no começo existem mais dificuldades do que acertos, mas à medida que as semanas passam esse processo fica mais fluido e com certeza será uma ferramenta mais utilizada após a crise
  • Telemedicina – Aqueles que não estão cuidando diretamente do Coronavírus muitas vezes estão vendo seus escritórios esvaziados e, por isso, tem pensado novos formatos de continuar atendendo os seus pacientes. Muitas vezes já passamos por situações de atendimentos médicos de poucos minutos, para os quais passamos horas na fila de espera. Muitos desses atendimentos podem e estão sendo feitos à distância como, por exemplo, atendimentos psicológicos. Essa é uma prática que exige principalmente mudança cultural e essa mudança está sendo acelerada pela crise.
  • Eventos online – um grande problema dos eventos online é que a experiência ainda não consegue ser tão interativa e rica quanto momentos presenciais. A abrupta necessidade de mudar todos os eventos para o online tem feito várias pessoas do mundo inteiro se juntarem para pensar nesse formato. Com certeza este aprendizado continuará depois.
  • Gestão à distância – já existem várias ferramentas de gestão de times a distância. Nos últimos dias e nas próximas semanas, times do mundo inteiro estiveram e estarão aprendendo na marra a utilizar essas ferramentas. Quando sairmos da crise, muitos deles continuarão com essas práticas ou ao menos parte delas.

3- Surgimento de inovações

De uma hora para outra milhares de novos problemas surgiram nas organizações. Problemas de produção, logística, RH, Marketing, vendas, etc. Esses vários problemas podem quebrar muitas empresas no processo. No entanto aquelas que estão desenvolvendo inovações irão se manter ativas e possivelmente mais fortes. Estamos vendo esse ponto positivo atuar em diferentes setores:

  • Academias viram seus clientes sumirem do dia para a noite. Como resposta alguma migraram para aulas online, estão lançando aplicativos próprios e ampliaram a sua forma de atuação. Hoje elas estão testando isso muitas vezes de formas gratuitas, mas vários negócios surgirão dessas inovações
  • Tudo foi para o delivery – em curto prazo a única saída para o comércio é o delivery, então estamos experimentando o delivery de tudo. Da grande rede de varejo a lojinha do bairro, todos estão inovando nos seus formatos de entrega. Alguns até criando modelos de pagamento recorrente para garantir o fluxo de clientes.
  • Colaboração intensa entre empresas –  Como os problemas enfrentados pela queda de vendas, dificuldades de logística, gestão de pessoas e vários outros pontos são comuns entre os vários tipos de empresas, várias parcerias para resolver os mesmos problemas tem surgido. Isso é a essência do open innovation sendo praticada por milhares de empresas ao mesmo tempo

É claro que a crise do Coronavírus é algo terrível do ponto de vista médico, financeiro e social, mas até da pior das soluções é possível enxergar pontos positivos. Os empreendedores devem se atentar a ver esses pontos o quanto antes para aproveitar as oportunidades que surgem deles.

Por |2020-03-26T17:07:04-03:0026/03/2020|negócios|

Compartilhe! Escolha a sua plataforma!

Atuo no mundo da inovação desde 2008. Já atuei em incubadora, consultoria e aceleradora, acelerando mais de 900 startups. Sou formado em Ciências Biológicas e Especialista em Gestão, e por isso gosto de misturar mundos diferentes para trazer mais inovação para o meu dia-a-dia. Coordeno os programas da Troposlab e crio novas metodologias de aceleração, atuando diretamente com mais de 50 grandes empresas. Além disso, tenho um lado nerd (ficção científica, heróis, histórias de aventura, etc).
Ir ao Topo