Você tem um trabalho ou está construindo uma carreira? Você é um empresário ou é um empreendedor?

As duas perguntas podem parecer diferentes mas tem exatamente a mesma lógica por trás.

Independente do que você faça da vida, seja médico, engenheiro, mecânico ou cozinheiro, ou do quanto você goste ou não do que você faz, você pode encarar o que você faz como um trabalho ou como a sua carreira.

Quando você pensa no que você faz como trabalho, você está preocupado com o hoje. Com o seu salário no final do mês e com as coisas que você poderá comprar com aquele salário. Nesse sentido, você não se preocupa em entregar algo a mais ou aprender algo no processo. Porque de verdade você não se importa com aquilo que você faz no horário comercial, é só um meio para que você consiga dinheiro para fazer as outras coisas que te interessam na vida.

Já quando você encara a sua trajetória profissional como uma carreira, é super interessante para o seu futuro que você aprenda no processo, ganhe a confiança dos seus gestores e colegas de trabalho e se esforce um pouco mais para trazer novas ideias ou desenvolver um projeto com mais qualidade. Afinal de contas, mais do que ajudando a empresa, você está construindo a sua carreira.

Trabalho x carreira

Vamos imaginar um exemplo clássico: Dois colegas de trabalho, Jorge e Cláudio, se formaram na mesma faculdade de engenharia e conseguiram emprego na área de produção da mesma fábrica de automóveis. O Jorge sempre sonhou em ser um projetista de automóveis e o Cláudio fez Engenharia porque seria mais fácil de ter um emprego com um bom salário. Mas nem o primeiro começou como projetista, nem o segundo começou com um bom salário. Ambos começaram como estagiários, fazendo pequenas atividades administrativas, trabalhando das 14:00 às 18:00. Ambos trabalhavam bem, entregavam todas as suas tarefas até o final da semana sem perder prazos.

De vez em quando, surgia o chefe do setor que precisava de alguém para acompanhar a instalação de uma máquina no sábado, ou surgia a oportunidade de participação voluntária em um programa de inovação, onde os colaboradores poderiam colocar em prática as suas ideias para a empresa no horário livre.

Jorge era sempre o primeiro a se voluntariar enquanto o Cláudio via que aquilo não estava na descrição de atividades da vaga que tinha e que naquele momento não ganharia nada mais por aquela outra atividade.

Os dois foram contratados como analistas e aquele comportamento se manteve por alguns anos. Já a trajetória da carreira de cada um foi completamente diferente.

O Jorge aprendia coisas novas todos os dias e, à medida que os anos se passavam, se tornava um profissional cada vez mais completo. Os gestores disputavam internamente o Jorge e ele eventualmente mudou de área, de empresa, sempre em uma carreira ascendente. Em determinado momento se tornou o projetista de automóveis que sonhou e depois disso perseguiu outros sonhos.

Já o Cláudio, seguia pontual e atento às suas atividades e aos prazos, mas não fazendo nada além disso. Com o tempo se tornou o melhor da empresa naquilo que fazia, mas cego para qualquer outra atividade que fugisse do que atuava no dia-a-dia. Bom demais para ser demitido, mas nunca cobiçado para uma promoção. Aliás, de tempos em tempos até recebia um aumento de salário, quase burocrático, pelo tempo de casa.

Cláudio seguiu trabalhando até se aposentar, o Jorge construiu uma carreira.

Empresários x Empreendedores

Empresário é quem tem uma empresa. Tira seu sustento desse negócio, talvez contrate pessoas e entrega seus produtos ou serviços para os clientes.

Empreendedores são aqueles que pensam a longo prazo. Constroem um negócio não só para pagar as próprias contas, mas para atingir um objetivo maior, resolver um problema (grande ou pequeno) realmente relevante para alguém.

E a grande diferença entre empreendedores e empresários é o caminho. Vários desafios vão surgir durante a jornada e várias oportunidades aparecem. O empreendedor não só não desiste durante os momentos difíceis, mas também muda e se adapta para crescer com as novas oportunidades que surgem.

Quantas histórias de donos de restaurante que você conhece que seguem a vida inteira com o mesmo estabelecimento, a mesma clientela, servindo os mesmos pratos? São empresários.

E os donos de restaurante que se reinventaram durante a pandemia, desenvolveram um processo de venda online, agregaram um e-commerce para venda dos ingredientes, criaram conteúdos para redes sociais para atrair e educar o público? Esses são empreendedores.

Não tem nada de errado em escolher ter um trabalho ou uma carreira. Ser um empresário ou um empreendedor. É preciso apenas ter clareza dos efeitos da sua escolha.


E aí, o que achou do texto? Caso queira bater um papo sobre o tema, é só escrever para a gente.

Por |2021-03-02T14:28:41-03:0002/03/2021|empreendedorismo|

Compartilhe! Escolha a sua plataforma!

Atuo no mundo da inovação desde 2008. Já atuei em incubadora, consultoria e aceleradora, acelerando mais de 900 startups. Sou formado em Ciências Biológicas e Especialista em Gestão, e por isso gosto de misturar mundos diferentes para trazer mais inovação para o meu dia-a-dia. Coordeno os programas da Troposlab e crio novas metodologias de aceleração, atuando diretamente com mais de 50 grandes empresas. Além disso, tenho um lado nerd (ficção científica, heróis, histórias de aventura, etc).
Ir ao Topo