Muitos de nossos projetos têm como principais objetivos a mudança da cultura organizacional ou a mudança de comportamento das pessoas. E na verdade, quando se trata de projetos que visam gerar resultados efetivos em inovação, isso deveria ser um pressuposto. A inovação sempre acontece como resultado de mudanças de comportamento e sempre demanda mudanças na cultura organizacional. Ou seja, não é possível pensar numa empresa mais inovadora, sem antes considerar a necessidade imediata da mudança de cultura e de comportamento. Nesse sentido, já mapeamos algumas estratégias que podem auxiliar nos processos que potencializam os resultados em inovação. Na sequência vamos compartilhar alguns desses: 

É importante identificar como a cultura organizacional percebe processos de inovação 

Antes de começar nossos projetos, buscamos identificar aspectos da cultura organizacional que podem desafiar os processos de mudança e ainda compreender como as pessoas percebem a inovação. Já aprendemos que isso impacta muito em como as pessoas se engajam, ou não, nas mudanças comportamentais. Sendo assim, quando há uma percepção positiva, familiar e que sinaliza oportunidades de desenvolvimento para a empresa e para o colaborador, o engajamento é melhor e mais efetivo. Quando a cultura percebe inovação como algo distante, que exige altos padrões de desempenho, ou que deveria ser restrito a um grupo específico de pessoas, é comum haver um baixo engajamento no processo e resistência frente aos desafios. Por isso, quando notamos que essa percepção é mais negativa, criamos algumas estratégias que possam mudar a percepção do colaborador, trazendo uma visão mais favorecedora e real do que é uma cultura de inovação. 

Experiências prévias com inovação favorecem processos de mudança da cultura organizacional

Outro aspecto interessante em projetos de mudança de cultura e comportamento é que notamos também que experiências pessoais prévias com a inovação são favorecedoras para mudanças de cultura. Ainda que essas experiências tenham ocorrido em iniciativas pontuais ou em outros contextos, de maneira geral, elas diminuem a resistência, diminuem a sensação de distância entre o que tem sido feito e o que deverá ser feito. Além de que, é comum que as pessoas se sintam mais estimuladas a estarem novamente envolvidas com projetos que visam melhorias e resultados mais efetivos. Podemos dizer, a partir de nossas vivências, que as experiências prévias em inovação aproximam as pessoas e seus pares de processos de inovação, deixando o processo mais rápido e mais fortalecido. Vale ainda ressaltar que experiências prévias dentro da própria empresa atual, parecem ser ainda mais favoráveis para esses processos de mudanças. Quanto mais pessoas forem envolvidas em projetos, iniciativas ou soluções inovadoras, mais definitiva e consistente será a construção de uma cultura organizacional inovadora. 

Fig.01- Exemplo de gráfico que demonstra o nível de experiência prévia dos colaboradores de uma empresa multinacional

Fig.01- Exemplo de gráfico que demonstra o nível de experiência prévia dos colaboradores de uma empresa multinacional

Acima temos um exemplo de gráfico que demonstra que há nessa empresa um cenário muito favorável para o processo de mudança, isso porque, certamente, uma parte significativa dos colaboradores já possuem experiência com inovação e já devem ter vivenciado alguns dos benefícios de gerar inovação. 

Familiaridade com os conceitos de inovação e metodologias ágeis aceleram o processo de mudança de mindset

Mais um aspecto muito importante para gerar resultados em inovação tem relação com o quanto os colaboradores estão familiarizados com conceitos de inovação e o quanto dominam as metodologias ágeis. Na nossa experiência, percebemos que é muito importante que esses conceitos façam parte do dia-a-dia de todas as pessoas. E é muito importante dedicar um tempo para que as pessoas aprendam e apliquem esses conceitos, mesmo que de maneira simples e limitada inicialmente. Em geral, times que possuem bons conhecimentos sobre esses conceitos possuem maior capacidade de enxergar oportunidades de inovação nos mais diversos contextos. Em nossos projetos também mapeamos quais são os conceitos que estão mais presentes no dia-a-dia da empresa e criamos processos em que os conceitos menos presentes possam ser abordados e melhor compreendidos. 

Fig.02 – Exemplo de um mapa que mostra o nível de domínio de conceitos de uma empresa multinacional

Fig.02 - Exemplo de um mapa que mostra o nível de domínio de conceitos de uma empresa multinacional e como ele impacta na cultura organizacional

Maturidade das habilidades empreendedoras interferem nos resultados em inovação

É muito importante ainda destacar a relevância das habilidades empreendedoras nesses processos de inovação (falamos um pouco sobre como levá-las para o seu time aqui). Acreditamos que os processos de inovação de maior impacto possuem sempre forte relação com o empreendedorismo. E identificamos forte relação entre o nível de maturidade dessas habilidades com a efetividade de processos de mudança de cultura, bem como com resultados em inovação. É muito importante monitorar a maturidade dessas habilidades nos times de inovação pois, ao longo de todo o processo para inovar, será necessário esse recurso comportamental. Por isso, antes de iniciar nossos projetos, nos dedicamos muito para conhecer o time, o perfil dos colaboradores, quais são as habilidades favorecidas na cultura atual, e quais são as desfavorecidas. Isso nos direciona para os próximos passos e nos ajuda a prever quais serão os pontos mais desafiadores.

O próximo passo seria planejar, ao longo de todo o processo de mudança de cultura, momentos e situações em que as habilidades menos favorecidas possam encontrar valor e possam ser desenvolvidas. Isso porque as habilidades só apresentam altas frequências e boa maturidade quando há na cultura relações e interações que gerem valor para essas habilidades. Além disso, é importante pensar em formas de potencializar os recursos já disponíveis, ou seja, aquelas habilidades que já se apresentam mais maduras e que acontecem em altas frequências. Logo abaixo apresentamos um gráfico que exemplifica a maturidade das habilidades empreendedoras de um time de inovação. Esse time demonstra boa maturidade e bons recursos comportamentais. 

Fig.03 – Exemplo de gráfico que demonstra maturidade das habilidades empreendedoras de um time de inovação de uma empresa multinacional

HABILIDADES EMPREENDEDORAS DO TIME

Fig.03 – Exemplo de gráfico que demonstra maturidade das habilidades empreendedoras de um time de inovação de uma empresa multinacional

E assim, a inovação acontece!

Citamos apenas algumas estratégias e aspectos importantes que precisam ser monitorados e acompanhados em processos de mudança de cultura. Muitos outros compõe esse cenário e podemos abordá-los de forma mais aprofundada em outa oportunidade. Contudo, esses quatro tópicos já podem impactar significativamente nos resultados em inovação de uma empresa. Nossa experiência nos direciona a dizer que é assim que a inovação acontece, em meio a muitas mudanças na cultura organizacional e no comportamento das pessoas.